• Fernand Lodi

ARMVA passa a contribuir com programa de concessão dos parques estaduais



A Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA) irá contribuir oficialmente para o Programa de Concessões de Parques Estaduais (PARC).


O programa, criado pelo Governo de Minas em 2019, tem como objetivo principal a melhoria da gestão das unidades de conservação do estado de Minas Gerais por meio de modelos de parcerias e concessões à iniciativa privada.


Coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), o Comitê Executivo do PARC também é composto pela ARMVA, Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) e Instituto Estadual de Florestas (IEF).


A Agência de Desenvolvimento da RMVA apoiará o Comitê na estruturação de modelos de parceria aptos a viabilizar os projetos que coincidam com a nossa região.


No Vale do Aço, a unidade contemplada pelo programa é o Parque Estadual do Rio Doce (PERD).


Atuação da ARMVA


Entre as principais ações a serem desenvolvidas pela ARMVA no programa estão o apoio na elaboração de documentos; apoio à realização de diálogo com o mercado; articulação com atores envolvidos e apoio na estratégia de obtenção dos estudos necessários à elaboração de projetos voltados ao Parque Estadual do Rio Doce.


Com a participação efetiva da ARMVA no PARC, pretende-se dar celeridade às tratativas referentes ao PERD e o cumprimento das propostas do programa da melhor forma possível às partes envolvidas, como explica a assessora técnica especializada em Meio Ambiente da ARMVA, Ariane Silva.


“Situado na área de abrangência da ARMVA, o PERD é um importante equipamento estratégico para a conservação do patrimônio ambiental e desenvolvimento econômico da nossa região, sendo assim o aprimoramento e diversificação dos serviços turísticos ofertados no parque garantirá o cumprimento dos objetivos de criação da unidade, aproveitando as potencialidades econômicas existentes, resultando em benefícios ambientais, sociais e econômicos para toda a região. Por isso, a Agência está empenhada neste projeto junto aos demais órgãos do Comitê Executivo e em diálogo constante com a gestão do próprio Parque do Rio Doce, para que as finalidades do programa sejam plenamente alcançadas em nossa região”, pontua.


O Parque


O Parque Estadual do Rio Doce é a primeira unidade de conservação de Minas Gerais e foi o primeiro Sítio Ramsar, Zona Húmida de Importância Internacional, a ser reconhecido no estado.

Além disso, a unidade é o terceiro maior complexo de lagos do Brasil e compõe a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, com área reconhecida pela UNESCO.

Atualmente, o PERD possui em sua infraestrutura mirante, centro de visitantes, auditório, restaurante, área de camping, alojamento, centro de treinamento, centro de pesquisa e outras instalações.

Como atrativo turísticos a unidade possui a lagoa Dom Helvécio, trilhas interpretativas, Ponte Queimada, Porto do Capim, além do rio Doce, que dá nome ao parque.

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram