• Fernand Lodi

Associação Ajudôu finaliza 2021 com alunos no Vale do Aço e em 4 estados do Brasil



Ajudôu finaliza 2021 com mais de 1500 alunos no Vale do Aço e 3500 alunos em 4 estados do Brasil. Ao todo, são 18 projetos presentes em 56 cidades do país


A chegada da pandemia do Coronavírus, em 2020, mudou completamente os planos de aulas e de projetos da Associação Ajudôu.


Devido ao estado de calamidade em todo o mundo, os projetos tiveram que ser paralisados sem previsão de retorno, mas a inércia não tomou conta.


Apesar da interrupção das aulas, direcionamos as nossas forças de trabalho para realizar doações às famílias dos alunos beneficiados pelos nossos projetos.


Nesse período, o trabalho da Associação foi além da prática esportiva.


O programa humanitário Ajudôu Vs. Coronavírus, iniciado em 2020, beneficiou mais de 5 mil pessoas, em 14 cidades de Minas Gerais.


Em 2021, ele deixou de ser uma ação pontual para se tornar continua, a nova fase da campanha Ajudôu Vs. Coronavírus foi viabiliza por meio de dois termos de fomento, assinados com a Prefeitura Municipal de Timóteo.


Volta às aulas


Em meados de julho deste ano, com a possibilidade de as aulas retornarem, iniciamos as captações de alunos e profissionais para os nossos projetos.


E em menos de 5 meses, conquistamos o maior número de alunos, num ano corrente, na história do Ajudôu.


Ao todo, contamos com 5.026 alunos, presentes em 42 cidades de 4 estados do Brasil: Minas Gerais, Espírito Santo, Pará e Bahia.


“Esse ano foi recheado de muitos desafios e de grandes conquistas, pois conseguimos atender, simultaneamente, mais de 5 mil crianças e adolescentes. Conseguimos em tempo recorde montar um time com mais de 80 postos de trabalho para atender os 18 projetos patrocinados por 21 empresas e incentivados via Leis Federal e Estadual de esporte”, relata o Fundador e Diretor Executivo do Ajudôu, Júlio César Lana Jaques.


Selo doar: certificações de gestão e confiança para o Ajudôu


Antes de finalizar o ano, para fechar 2021 com chave de ouro, o Ajudôu recebeu uma das maiores certificações de gestão e confiança de instituições do Terceiro Setor no Brasil.


Isso reflete diretamente na missão institucional, pois, atualmente, a Associação ajuda mais de 5 mil crianças em mais de 40 cidades, devido ao compromisso com os recursos e o doador.


“Conseguimos uma importante certificação do Instituto Doar, o Selo Doar +, e o VOA/Ambev de Gestão e Confiança, que nos qualificam como uma associação adequada aos mais altos padrões de gestão, transparência, prestação de contas, comunicação, contabilidade e finanças, governança, causa e estratégia”, afirma Júlio César Lana Jaques.