top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

Centro de Memória Usiminas recebe palestra sobre acervos artísticos



Com quase um ano de implantação, o Centro de Memória será tema de palestra gratuita com o professor e curador Rodrigo Vivas


A criação e a implantação do Centro de Memória Usiminas, bem como as relações dos acervos que o espaço abriga, vão conduzir a abordagem na palestra “Memória, História e a invisibilidade dos acervos: o desafio do Centro de Memória”, ministrada pelo professor e curador do memorial Rodrigo Vivas.


O encontro será no dia 24/9 (sábado), às 10h, no Centro de Memória Usiminas.


A formação gratuita é realizada pelo Instituto Usiminas, como contrapartida social do Projeto de Implantação do Centro de Memória Usiminas, patrocinado pela Usiminas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Pronac – 211736).


As inscrições podem ser feitas pelo WhatsApp da Ação Educativa (31) 98437-3330. A palestra é gratuita, tem duas horas de duração e haverá emissão de certificado.


Voltada para educadores e demais interessados, a palestra nos convida a discutir as relações entre memória e história a partir de uma abordagem dos acervos artísticos presentes em instituições públicas e privadas.


Para tanto, serão analisados os impactos da invisibilidade desses acervos para a cultura, assim como a proposta de curadoria do Centro de Memória.


Um convite para pensar sobre como se constrói o acervo de um museu, e como esse conjunto de objetos reunidos pode nos ajudar a pensar história, memória e patrimônio.


Rodrigo Vivas é doutor em História da Arte. Atualmente realiza Pós-Doutoramento na Unicamp. Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Artes da Escola de Belas Artes da UFMG e Professor Associado da graduação da mesma instituição.


Centro de Memória


Localizado no prédio originalmente construído pela Usiminas para ser o Grande Hotel de Ipatinga, o Centro de Memória foi inaugurado em outubro de 2021, nas comemorações dos 59 anos de operação da companhia.


Ao dar vida a um importante patrimônio histórico do município, o memorial conta com recursos de tecnologia para contar a história da indústria do aço, da própria Usiminas e do município.

Além do acervo histórico, o local exibe também importantes obras de alguns dos mais representativos nomes das artes moderna e contemporânea do país.


São pinturas e esculturas assinadas por artistas como Amílcar de Castro, Tomie Ohtake e Bruno Giorgio, reunidas pela empresa ao longo de sua história.


SERVIÇO


Ação Educativa | Palestra

Memória, História e a invisibilidade dos acervos: o desafio do Centro de Memória

Rodrigo Vivas (MG)

24/9 (sábado), 10h - no Centro de Memória Usiminas (Rua Antares, 950 - Castelo)

Inscrições gratuitas: (31) 98437-3330


Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page