• Fernand Lodi

Contém Cultura anuncia nova programação cinematográfica



BUGRE – O Contém Cultura abre hoje, às 18h30, a programação deste mês, com a exibição do drama A menina índigo, sobre uma criança que desenvolveu o dom de curar enfermidades e vira notícia de destaque na imprensa.


No dia seguinte, a sala multicultural apresenta a comédia Os parças, a partir de 18h30. A obra fala sobre quatro amigos que, depois de serem obrigados a participar de um golpe, resolvem abrir uma agência de casamentos.


Zé do Periquito, outra comédia, será exibida no dia 6, às 15h. O filme conta a história de Genó, um jardineiro que muda de emprego para conquistar sua amada.


No dia 10, às 18h30, o Contém Cultura projetará Mãos que tocam a vida, documentário que traz depoimentos de luthiers apresentando como se dá a metamorfose da madeira à música. A obra conta com tradução em libras assinada pela professora Kariny Dias Abreu.


O Vendedor de passados, do gênero drama, será a atração do dia 10, às 18h30. O filme traz como principal personagem Vicente, que ganha a vida criando novos passados, por meio de documentos, fotos e vídeos.


No dia 11, às 18h30, outra comédia entrará em cena no Contém Cultura, Divórcio, sobre o casal que se separa e, para defender o patrimônio, cada um tenta achar o melhor advogado para si, o que gera um processo cheio de confusões.



A comédia Shaolin do Sertão vai para a tela no dia 13, às 15h. O filme é sobre Aluízio Li, um aficionado e alienado por filmes de artes marciais no interior do Ceará nos anos 80, que se surpreende quando um lutador profissional aposentado resolve desafiar todos os valentões da cidade.


O drama Juliana do amor perdido será apresentado no dia 17, às 18h30, trazendo a história de uma aldeia de pescadores que acreditam que Juliana é uma santa enviada para trazer prosperidade ao local e cultuam a moça.


Duas de mim, também do gênero comédia, ganha espaço na sala do Contém no dia 18, às 18h30, apresentando Suryellen, que tem uma vida complicada com dupla jornada de trabalho e recorre a uma boleira para tentar ter uma cópia de si mesma.


Meus 15 anos, filme que mistura drama e comédia, vai pra telona da sala de cinema no dia 20, às 15h, apresentando Bia, que vai ganhar uma festa de 15 anos, mas não tem tantos amigos para convidar.


No dia 24, o cinema abre espaço para Humberto de Campos. O documentário, que será exibido às 18h30, fala sobre a obra Boa Nova, ditada pelo Espírito Humberto de Campos e psicografada pelo Médium Chico Xavier.


Como se tornar o pior aluno da escola é mais uma comédia que ganha destaque na programação deste mês. O filme, que será apresentado às 18h30, do dia 25, traz os estudantes Bernardo e Pedro que têm dificuldades para cumprir todas as regras da escola onde estudam.


No dia 27, às 15h, a sessão será dedicada exclusivamente ao público infantil, com a exibição de Minha vida de abobrinha, sobre Ícaro, que, após perder sua mãe, é levado para um lar para crianças, onde faz novos amigos.


Com O filme da minha vida, o Contém Cultura encerra a programação do mês. O drama, que fala dos conflitos de um jovem que passa a viver longe de seu pai, será exibido no dia 31, às 18h30.


PROGRAMAÇÃO PARALELA


Segundo destaca a proponente do Contém Cultura, Luciana Profiro, a sala multicultural vem se destacado pela participação, não só dos moradores do Bugre nas sessões dedicadas à comunidade em geral, mas pelas atividades realizadas pelas escolas no espaço multicultural.

Recentemente, os alunos e professores dos educandários locais participaram, ativamente, da mostra que integrou a programação do Salão do Livro promovido durante três dias no Contém.


Ainda na sala, os alunos participaram das ações de combate à Dengue, desenvolvidas pelo Núcleo de Saúde da Família, o Nasf. Outro grupo de crianças assistiu a filmes cedidos pelas professoras da catequese; adultos foram contemplados com sessões extras de títulos indicados por eles, como A Cabana, drama inspirado no romance best-seller homônimo. Crianças atendidas pelo Centro de Referência da Assistência Social (Cras) também foram contempladas com sessões extras sugeridas por profissionais da unidade de proteção social.


“Essa conexão do Contém com os mais diversos segmentos é muito rica. O Cras, por exemplo, que tem como um de seus propósitos fortalecer os vínculos familiares e comunitários e ampliar o acesso de seu público aos direitos de cidadania, vem fazendo muito bom uso da sala.


Por meio do cinema, os usuários do sistema desenvolvem suas potencialidades e têm reforçada a prevenção de ocorrência de situações de vulnerabilidade e riscos sociais”, observa Luciana Profiro, recordando em seguida que a associação dos produtores rurais do Bugre que realiza a feira livre na cidade também usa a sala multicultural para se reunir e discutir assuntos referentes ao crescimento do empreendimento focado no fomento da agricultura familiar.


O Contém Cultura, que tem entrada franca em todas as sessões, é patrocinado pela Cenibra, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram