• Fernand Lodi

Cultura on-line | Fundação Aperam Acesita mantém atividades de forma virtual



A Fundação Aperam Acesita mantém a todo vapor suas atividades de forma on-line. A agenda cultural com espetáculos virtuais permanece sendo exibidos nas redes sociais Aperam no Brasil, como forma de valorizar agentes culturais do Vale do Aço, e também, ser uma opção de lazer no período de isolamento social.


Além disso, as atividades do Coral Infantojuvenil Aperam seguem por meio de vídeo-chamada com os 50 alunos que integram o grupo.


Na noite da última quarta-feira (12), os coralistas participaram de uma aula com Thays Simões, que é doutora em Educação Musical pela UFMG, mestre em canto pela Universidade de Aveiro em Portugal, licenciada em música pela UFOP.


Thays também é preparadora vocal do Coral Canarinhos de Itabirito, do Studio de Ópera Canarinhos e criadora do método de canto consciente Cantar Pra Caramba.


“No workshop de técnica vocal e sensibilização corporal, os cantores tiveram a oportunidade de aprimorar de forma prática a técnica vocal a partir de experiências sensoriais e da ativação da consciência corporal para o ato do canto”, relata Thays.


A iniciativa faz parte de um intercâmbio onde a maestrina do Coral Infantojuvenil Aperam, Josiane Drumond, irá realizar ainda neste mês uma oficina com o Coral Canarinhos de Itabirito.


“Esse intercâmbio cultural é fantástico e muito rico tanto para os cantores, quanto para nós maestrinas e preparadoras vocais. Essa troca de levar um pouco do trabalho e receber o dela também abre os horizontes para novas abordagens didáticas relativas ao canto coral, a musicalização e a performance em si! Estou super animada e ansiosa para essa troca”, pontua.


Fim de semana tem espetáculo!


No próximo domingo (15/05), às 16h, no canal do Youtube da Aperam no Brasil e Hibridus, estreia Xainã, que significa Beija-Flor no vocabulário indígena.


O vídeo é um documentário que relata histórias e vivências da avó do ator Wallace Maciel, idealizador do curta.


“Tendo em mente que o tema que eu desenvolveria para o curta era Meio Ambiente logo me lembrei da história da minha família, onde minha avó é descendente de indígenas. Por meio dos relatos dela, pretendi apresentar como é a vida de alguém que vive na cidade, carregando sua ancestralidade, como ela mantém seu contato com suas raízes, com a terra, em meio a tanta urbanização”, conta o ator.


O vídeo integra a programação do Encontro de Dança Contemporânea de Ipatinga – ENARTCi, uma realização do Hibridus Dança, conta com o patrocínio da Aperam, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.


Desde 2003, o Enartci promove intercâmbios de artistas, apresentação de espetáculos, oficinas, palestras, debates, discussões de políticas públicas, co-produções e lançamentos de cadernos voltados à produção e à difusão de conhecimentos em dança.


Com a pandemia, o formato do evento precisou ser adaptado para o universo online, como foi o caso do Enartcinho, vertente do evento voltado para o público infantil, realizado em parceria do Hidridus com a Aperam no ano passado.