• Fernand Lodi

Cursos de capacitação são oferecidos pela Fundação Aperam Acesita e Senar - MG a produtores rurais



Ao todo 58 alunos participaram dos cursos realizados no segundo trimestre deste ano


A Fundação Aperam Acesita em parceria com o Senar - MG realizou no segundo trimestre deste ano cinco cursos profissionalizantes e de promoção social na região do Vale do Aço.


O trabalho vem sendo realizado anualmente, desde 2004, e visa contribuir com o desenvolvimento socioeconômico das comunidades onde a Aperam atua.


Neste trimestre foram realizados os cursos: Operador de Motosserra/Desdobramento de Toras; Trabalhador de Instalações Elétricas / Eletricista Rural; Trabalhador da pecuária (equinos)/Aparação de Cascos e Ferrageamento; Saúde da Mulher e Horta em Casa foram realizados de forma virtual.


Os demais cursos foram realizados de forma presencial seguindo os protocolos para prevenção à Covid-19.


“Essas capacitações vem de encontro a vida do produtor rural. Junto ao Senar - MG mapeamos os cursos disponíveis e também o nosso público-alvo, onde expõe suas necessidades, assim, sendo possível realizarmos os cursos atendendo às demandas apresentadas pelas comunidades rurais”, pontua o Presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino.


Morador do bairro Nossa Senhora das Graças, em Timóteo, Marcio Cesario realizou sua segunda capacitação por meio do Senar.


Desta vez o curso escolhido foi o de ferrageamento, no qual ele atua profissionalmente. “Pra mim foi muito produtivo, agregou valor e conhecimento ao meu ofício. Agradeço por ter a oportunidade de me capacitar mais uma vez por meio da parceria da Fundação com o Senar”, aponta Marcio.


Aulas virtuais


Devido a pandemia alguns cursos foram adaptados para o formato online, como por exemplo o Saúde da Mulher. A capacitação tem como intuito criar oportunidades de educação e informação para a promoção da saúde preventiva e integral da mulher rural.


“O Saúde da Mulher visa contribuir com a melhoria de vida e saúde integral das mulheres do meio rural com a intenção de sensibilizar e proporcionar autonomia para escolhas corretas, a fim de promover a saúde física e mental, bem como mudanças de comportamentos que impactam na qualidade de vida individual e coletiva”, relata a Coordenadora de Projetos da Fundação Aperam Acesita, Juliana Jácome.


Yolanda Alcântara, moradora do bairro Bandeirantes, em Timóteo, foi uma das alunas que ingressou no curso. Para ela, o curso foi uma fonte de aprendizados.


“Foi de grande significado pra mim poder ter participado dessa turma, pois agregou valores imensos na minha vida, fui incentivada a tomar atitudes que eu não havia imaginado, além de ter trazido um grande aprendizado pra minha vida”, contou a aluna.