• Fernand Lodi

Escassez hídrica em pauta no Conecta



Evento promoveu a troca de experiências e compartilhamento de projetos com foco no aumento da disponibilidade hídrica e na redução do consumo, associado a eficiência hídrica.


O Grupo técnico de gestão hídrica do Conselho Estratégico da FIEMG Regional Vale do Aço apresentou na 4ª edição do Conecta, um tema que tem ganhado repercussão: a escassez hídrica.


Conduzido pelo Coordenador de Gestão e Tecnologias Ambientais da Gerência de Meio Ambiente da FIEMG, João Vitor Teixeira, o painel “Como Desenvolver Estratégias para Garantia dos Recursos Naturais” alertou quanto a importância do tema para a indústria mineira, trazendo à tona o pensamento de eficiência e otimização de processos.


“Tivemos a oportunidade de debater as estratégias para garantir os recursos naturais no futuro, umas das grandes preocupações no momento é a água, visto a grave crise hídrica nos últimos anos”, pontua Sebastião Tomaz, Especialista de Meio Ambiente da Cenibra.


Ele explica que o grupo tem trabalhado com foco na redução do uso da água e aumento da disponibilidade hídrica nos mananciais.


“Além de apresentarmos cases de redução do uso do recurso em nossos processos industriais, apresentamos também importantes projetos destinados a conservação de água e solo, o que demonstra o compromisso das empresas com o meio ambiente e a preocupação com as futuras gerações e a sustentabilidade”, disse.


Na oportunidade, a ArcelorMittal Monlevade, apresentou o Plano Diretor de Águas que tem como objetivo a garantia de disponibilidade dos recursos hídricos para as operações em curto, médio e longo prazo, antecipando as demandas da comunidade e preparando as empresas para manter suas operações em um cenário de escassez hídrica.


“O Plano consiste em um conjunto de ações definidas e priorizadas por meio de metodologia geral estabelecida para direcionar a estratégia frente à mudança de disponibilidade hídrica, sendo três eixos de ação: Busca de fontes alternativas, Uso eficiente da água e Representação Institucional”, explica Nelson Bolotari Junior, Analista de Meio Ambiente da ArcelorMittal.


GTGH


De acordo com Amanda Duque, Analista Ambiental da FIEMG, a participação do grupo técnico de gestão hídrica formado pela ArcelorMittal Monlevade, Aperam, Cenibra e Usiminas, sob coordenação da FIEMG, objetivou a troca de experiências e compartilhamento de projetos com foco no aumento da disponibilidade hídrica e na redução do consumo, associado a eficiência hídrica.


“As ações apresentadas elencam temas que convergem com o ESG, Ecoeficiência, Indústria 4.0 e tecnologias ambientais que são ferramentas e métodos disponíveis no mercado para solucionar os principais problemas atuais, em especial a escassez de água”, destaca.


Segundo o Gerente Técnico de Energia e Utilidades da Usiminas, Ronaldo Mendonça, o compartilhamento de boas práticas contribui na gestão eficaz dos recursos hídricos, somado ao trabalho socioambiental de todas as empresas locais.


“Essa sinergia no grupo de trabalho rende bons frutos e impulsiona a implementação de ações com foco na sustentabilidade e perenidade desses recursos em nossa região."


Para Jadir Ribeiro Júnior, Gerente de Operação/Manutenção de Utilidades e Transporte Ferroviário da Aperam, a escassez hídrica é uma realidade.


“Quando ouvimos ou lemos sobre falta de energia elétrica, falta de água em determinadas regiões, racionamento, interrupção de abastecimento de água, temos que temer, porque isso pode ser a nossa realidade se não fizermos algo”, opina.


Para ele a solução de um futuro sustentável está na união dos setores público, privado e sociedade.


“O Conecta oportunizou esse debate entre as indústrias, mas precisamos do protagonismo do setor público e da sociedade. Só teremos resultados sustentáveis, se houver engajamento. Temos oportunidade de fazer diferente e fazer melhor, sabemos e estamos preparados para mudar a realidade, cabe a nós sermos parte dessa mudança”, concluiu.


Saiba mais sobre a escassez hídrica e como sua empresa pode contribuir para otimizar esse recurso com a analista ambiental da FIEMG Regional Vale do Aço, Amanda Duque, através do telefone 31 3822-1414 ou email amanda.duque@fiemg.com.br