• Fernand Lodi

FIEMG mobiliza indústrias do Vale do Aço no combate à pandemia


Doações reforçam a essencialidade da indústria


Aos primeiros sinais de disseminação do novo coronavírus, a FIEMG se mobilizou para assegurar a saúde do seu quadro de funcionários e distribuir informação às famílias e trabalhadores das empresas.


Desde então, a Federação das Indústrias se reinventou e assumiu responsabilidade de liderar a indústria em ações de resultados efetivos para prevenir e combater a doença, equipar e fortalecer o Sistema de Saúde de Minas e do Brasil, garantir a manutenção das empresas e dos empregos, confirmar a essencialidade da indústria, desenvolver soluções inovadoras e apoiar campanhas e parceiros.


Recentemente a entidade lançou outras frentes de atuação no combate à pandemia. Uma delas é a doação de capacetes Elmo e 7 Lives Helmet, equipamentos não invasivos, capazes de reduzir em até 60% a necessidade de internação em leitos de UTI.


O Capacete Elmo é uma invenção brasileira, desenvolvido pelo SENAI do Ceará com parceiros.

Outra campanha visa a mobilização para empréstimo ou doação de cilindros de oxigênio que serão enviados para unidades de saúde em situação de emergência no estado de Minas Gerais. A meta é conseguir 2000 cilindros.


O apoio à vacinação também está no foco de atuação da FIEMG. Serão adquiridos refrigeradores e insumos para que a imunização em larga escala se mantenha e seja acelerada. 275 municípios mineiros serão beneficiados por meio da campanha “Unidos pela Vacina”, totalizando até o momento mais de R$4milhões de recursos recebidos.


Engajada nessa causa, a FIEMG Regional Vale do Aço mobilizou as indústrias da sua área de abrangência e têm conquistado parceiros para vencer a pandemia.


“Mundialmente, o único ponto de consenso é de que a vacinação é a nossa maior esperança de controlar a pandemia. Digo controlar, pois mesmo após a vacinação, não podemos abaixar a guarda”, afirmou o diretor industrial e técnico da Cenibra, Júlio Ribeiro.


Segundo o diretor, o cenário complexo, exige de cada um de nós e das empresas um papel social muito importante. “Ao tomar conhecimento da Campanha “Unidos pela Vacina”, por meio da FIEMG, a Cenibra aderiu imediatamente à esta estratégica iniciativa com o fornecimento de materiais de suporte à vacinação e de enfrentamento à pandemia nas comunidades dos 54 municípios onde atua. A luta contra o novo coronavírus é de toda a sociedade. Cada um fazendo sua parte, com certeza, será mais fácil superar este desafio”, defendeu.


A Usiminas desde o início da pandemia em conjunto com a Fundação São Francisco Xavier e o Instituto Usiminas, vem atuando fortemente nas medidas de prevenção e apoio às comunidades presentes, com iniciativas como a doações de alimentos e oxigênio.


“Com esse objetivo de contribuir com as cidades e as pessoas, temos a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais como uma grande parceria. Por meio da FIEMG, aderimos à campanha "Unidos pela Vacina", que busca apoiar os municípios no processo de vacinação, emprestamos cilindros de oxigênio, reformamos e compramos respiradores e somos parceiros em diversas ações de sensibilização. Para nós, da Usiminas, as parcerias são essenciais para vencermos essa pandemia”, expressou Américo Ferreira Neto, vice-presidente industrial da Usiminas.


A Força do Associativismo


A Lumar Metals também aderiu a iniciativa. Parte da doação da empresa foi para a aquisição de 20 capacetes 7 Lives Helmet, doados ao Hospital Municipal de Ipatinga e Márcio Cunha; o restante da doação foi direcionado a aquisição de insumos para a vacinação.


“É gratificante poder contribuir com a sociedade em um momento em que o mundo nos exige empatia, solidariedade e união. Essa pandemia veio para ressignificar valores e nos fazer seres humanos melhores”, definiu Marlon Duarte, diretor da Lumar.


Participaram também das campanhas os sindicatos patronais da FIEMG: Sinpava e Sindimiva que se uniram aos seus associados para dar suas contribuições. “O Sindimiva mobilizou seus associados a favor da vida. Recebemos doações de várias indústrias.


A união faz toda diferença em momentos como o que estamos vivendo”, ressaltou João Alves, presidente do sindicato.


Flaviano Gaggiato, presidente da FIEMG Regional Vale do Aço, reforçou que a federação tem trabalhado de forma intensa e incessante no combate a pandemia no intuito de mitigar os impactos humanos e econômicos da crise sanitária causada pela Covid-19.


“Desde o início da pandemia, a entidade realizou uma série de ações. No Vale do Aço fizemos a doação de ventiladores pulmonares, álcool glicerinado 70% e máscaras. Nossa gratidão às indústrias e parceiros em mais essa iniciativa. A pandemia ainda não acabou; o momento é de nos unirmos ainda mais para vencermos essa batalha”, endossou Gaggiato.