• Fernand Lodi

Fundação Aperam Acesita retoma espetáculos online no próximo domingo (7)


O Mundo Encantado das Fábulas marca o retorno do programa de artes cênicas


A Fundação Aperam Acesita, em parceria com o Hibridus, retoma sua agenda cultural online no próximo fim de semana, por meio do Encontro de Dança Contemporânea de Ipatinga (Enartci), que tem o patrocínio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, por meio da Aperam.


O Mundo Encantado das Fábulas, da arte educadora Professora Kakau, abrirá a temporada de 2021.


Por meio de fantoches, a artista traz em sua montagem “o mundo encantado das fábulas, onde o espectador descobre junto aos bonecos o diálogo entre os animais e os sentimentos que se fazem fortes como na vida real.


É preciso ter um olhar de afeto uns para com os outros”, observa Kakau.


Desde 2003, o Enartci promove intercâmbios de artistas, apresentação de espetáculos, oficinas, palestras, debates, discussões de políticas públicas, co-produções e lançamentos de cadernos voltados à produção e à difusão de conhecimentos em dança.


Com a pandemia, o formato do evento precisou ser adaptado para o universo online, como foi o caso do Enartcinho, vertente do evento voltado para o público infantil, realizado em parceria com a Aperam no ano passado.


“A primeira edição do Enartci, assim que nasceu, englobava as artes cênicas, dança, teatro, circo, entre tantas outras formas de expressão. E por a Hibridus ser um núcleo de dança, na época nós focamos na dança. Mas ele é um projeto que está vivo, e tudo que está vivo se transforma. Com isso, o Enartci se reinventou e abrange diversos segmentos da arte. Ao todo, serão apresentados dez trabalhos que tiveram a curadoria do Hibridus nesta fase do projeto”, destaca Wenderson Godoi, produtor cultural e integrante do Hibridus.


O vídeo do primeiro espetáculo será transmitido gratuitamente no próximo domingo (7), às 16h, nos canais do YouTube @hibridusdanca e @aperamnobrasil.


A iniciativa também faz parte do projeto Aperam Bem Maior, desenvolvido pela Aperam e executado pela Fundação Aperam Acesita com o intuito de atuar em frentes distintas, trabalhando para minimizar os impactos do coronavírus sobre as atividades culturais e artísticas, entre outras áreas.


“Há um ano, nos deparávamos com a Covid-19, foi quando também surgiu o projeto Aperam Bem Maior. Mesmo passado todo esse tempo, nos mantivemos em alerta pela situação global e nos vimos neste ano com a necessidade de manter nossas atividades culturais de forma online, preservando a vida dos artistas e também mantendo suas atividades como forma de manutenção do ofício da classe”, conclui o presidente da Fundação, Venilson Vitorino.