top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

Histórias e Danças Circulares



Contação de histórias com roda de danças circulares na programação do projeto Teatro para Bebês


A programação de setembro do Teatro para Bebês chega com novidades. Além da Palestra Brincante, que vem circulando por escolas de educação infantil de Ipatinga, o projeto apresenta a oficina Histórias e Danças Circulares, que tem como público alvo bebês de até 2 anos e 11 meses, acompanhados por seus cuidadores.


E o palco deste momento lúdico é o foyer do Centro Cultural Usiminas, que recebe a atividade gratuita a partir das 10h do dia 17 de setembro.


A oficina é mais uma atividade que integra o projeto Processos de Formação e Montagem de Espetáculo – Teatro para Bebês, que é realizado pelo DaMa Espaço Cultural, com patrocínio da Usiminas, utilizando os recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


Para a atriz e diretora Daniela Alves, trata-se de um projeto de afetividade, com diversas linguagens que propõe maior proximidade entre adultos e seus bebês, por meio de um mergulho no universo das infâncias.


Na oficina História e Danças Circulares são utilizados carregadores ergonômicos, babywearing, sling e/ou cangurus.


Os acompanhantes/cuidadores terão o momento de contar as próprias histórias para os bebês utilizando-se de narrativas orais, tão importantes para o desenvolvimento integral do ser na primeira infância.


De acordo com Daniela Alves, “a proposta é que a proximidade dos corpos, as histórias, as músicas, sejam estímulos para que os bebês associem o ato de ouvir histórias a momentos de prazer, de relaxamento e de afetividade, desenvolvendo habilidades de escuta, atenção, memória. O convite é para que os adultos observem o seu bebê em contato com a arte.

Sejam testemunhas do encontro potente dos pequenos com a poesia do afeto”, destaca a atriz.


Danças Circulares


Essa forma de dança é caracterizada pela simplicidade dos movimentos, que são feitos em grupo e respeitam o espaço e o tempo de cada um.


Vem sendo utilizada por vários povos desde a antiguidade, para celebrar e ritualizar momentos importantes como casamentos, nascimentos e outros eventos.


Sua prática traz vários benefícios, dentre eles o desenvolvimento do autoconhecimento e do conhecimento do outro em uma experiência harmoniosa, inspiradora, integrada e agradável.

O movimento de Danças Circulares teve sua origem na década de 1970, com o bailarino e professor de dança clássica Bernhard Wosien, que levou uma coletânea de danças para a Comunidade de Findhorn (Escócia).


Foi batizada de Danças Circulares Sagradas por resgatar muito mais do que simples passos, mas também a simbologia sagrada de cada tradição, de cada povo.


Sempre irreverente, o bailarino teve muito contato com estudiosos e artistas envolvidos na linguagem do movimento, tendo com foco o papel da dança na educação.


Na oficina, que será ministrada por Daniela Alves, Mari Antonaci e Leila Cunha, com direção musical de Júnio Hendrik e direção artística de Claudinei de Souza, as danças circulares são aliadas à contação de histórias.


Com isso, oferecem mais do que a oportunidade de movimentar o corpo, mas também a experiência de pertencimento, acolhimento, conexão consigo, com o grupo e com os bebês, proporcionando momentos de alegria e plenitude.


A Palestra Brincante deste mês acontece no dia 13 de setembro, na Creche Vila da Paz, localizada no bairro Cidade Nobre, em Ipatinga.


Para a oficina de Histórias e Danças Circulares ( 17/09), a inscrição é gratuita e pode ser feita na Ação Educativa do Instituto Usiminas, pelo WhatsApp (31) 98437-3330.


Serviço:

Palestra Brincante – 13 de setembro

Creche Vila da Paz – Ipatinga

Oficina Histórias e Danças Circulares – 17 de setembro às 10h

Foyer do Centro Cultural Usiminas

Inscrições gratuitas pelo WhatsApp da Ação Educativa do Instituto Usiminas (31) 98437-3330


Commentaires


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page