• Fernand Lodi

Lideranças da Agenda de Convergência comemoram reabertura do aeroporto regional do Vale do Aço



Aeródromo recebeu restauração na pavimentação da pista de pouso e decolagem e sinalização horizontal


Lideranças da Agenda de Convergência para o Desenvolvimento do Vale do Aço (ACVA) prestigiaram nesta quarta-feira, 1º/12, a reabertura do aeroporto regional que estava fechado desde maio de 2020 por conta da pandemia, e permaneceu paralisado neste ano para reformas.


De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), foram alocados recursos da ordem de R$ 13,2 milhões para as obras, dos quais R$ 12 milhões oriundos de repasse da União, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) e R$ 1,2 milhão de contrapartida do Estado.


O vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant, participou da reativação do aeroporto e reconheceu o potencial da região.


“A reabertura do aeroporto, bem como outras ações como a duplicação da BR-381 e perspectivas de ferrovias, colocará o Vale do Aço dentro da rede econômica de Minas Gerais e do país. O meu desejo com a retomada das operações do aeroporto é o relançamento da região ao lugar de destaque que sempre mereceu estar. Mesmo com algumas questões logísticas, o Vale do Aço tem grande relevância e tem condições de ser uma das locomotivas de nosso estado”, avaliou o vice-governador.


A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) autorizou a retomada dos pousos e decolagens de aviões para voos privados e comerciais. O terminal é atualmente administrado pelo Governo de Minas Gerais e recentemente sob gestão também da Infraero.


“Aguardamos ansiosamente por essa reativação que impacta diretamente no desenvolvimento da região. Nossa expectativa é de que nos próximos meses possamos receber investimentos para expansão, elevando a categoria do aeroporto, para que ele tenha autorização para o pouso e decolagem de aeronaves maiores, além da possibilidade de aumento da frequência semanal dos voos, já elencados no plano diretor”, endossou o presidente da FIEMG Regional Vale do Aço e coordenador da Agenda de Convergência, Flaviano Gaggiato.


Bruno Morato, prefeito de Santana do Paraíso, declarou que a retomada do aeroporto, traz a democratização do transporte aéreo. “Estamos em contato com a Azul para tentar melhorar as tarifas”, afirmou.


Ainda de acordo com o prefeito, o aeroporto precisa ainda receber alguns ajustes para que ele suba de categoria e tenha condição de ter mais pousos e decolagens. “Assim poderemos trazer outras companhias aéreas porque, para a economia, a concorrência é salutar”, frisou.

Luciano Araújo, coordenador do eixo Infraestrutura da ACVA, vê com otimismo esse novo momento.


“A reabertura do aeroporto é um marco importante para a retomada do desenvolvimento econômico da nossa região permitindo a conectividade do aeroporto regional do Vale do Aço a Confins e de lá para outras regiões do país e do mundo, além da mudança de categoria, proporcionando o recebimento de outros voos, criando uma concorrência e ampliando e criando novas oportunidades de negócios”, concluiu.


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram