• Fernand Lodi

Maurício Tizumba ministra oficina na 5ª edição do Encontro de Tambor Mineiro do Vale do Aço



As atividades tiveram início no último fim de semana e seguem até novembro


No último fim de semana foi realizada no rancho Chão de Estrelas, em Marliéria, a oficina de Tambor Mineiro, com o Mestre Maurício Tizumba, cantor, compositor, percussionista e ator.

A atividade faz parte do calendário de ações da 5ª edição do Encontro de Tambor Mineiro do Vale do Aço - ETAMVAÇO.


O evento, que teve como público-alvo o grupo Valentinas, contou com a participação do Mestre Luís Fabiano dos Santos, capitão-mor da Guarda de Moçambique de Timóteo, e com o Capitão da Guarda de Congado Irmandade de Nossa Senhora do Rosário de Jaguaraçu, Jailton Laurindo.

Com uma trajetória marcada por promover o acesso à cultura afro-mineira, durante o Encontro, Tizumba promoveu uma roda de conversa trocando com os participantes do evento saberes sobre a tradição do congado.


“Sou feliz por ter nascido congadeiro, ter nascido artista, por o meu trabalho estar totalmente voltado a essa tradição. Por onde passo, procuro fomentar a criação de grupos que valorizem a nossa cultura, e por sorte, tenho encontrado núcleos que já estão nascendo fortes, com discursos bem estabelecidos e protegidos por uma ancestralidade”, relata Tizumba, que há mais de quarenta anos trabalha a difusão da cultura afro enraizada em Minas Gerais.


“Conheço a região do Vale do Aço a partir do Reinado. Por essa tradição, pelas festas de congado, traço meu verdadeiro mapa de Minas Gerais. Se hoje estou em Marliéria, podendo ter essa troca com os grupos, é porque a afro-mineiridade que veio do tambor do congado me trouxe até aqui”, observa Tizumba, que aproveitou sua vinda ao Vale do Aço para participar da Festa do Rosário, realizada no último domingo (24), em Timóteo.


As atividades do ETAMVAÇO seguem em novembro. No dia 19, às 19h, será realizado um bate-papo em formato de live, com Tizumba, Valentinas e os representantes das guardas de Timóteo e Jaguaraçu, sobre o Congado como uma manifestação de cunho artístico-cultural-religioso.


No dia 20, Dia da Consciência Negra, o Valentinas lança o show inédito Valentinas Coração de Minas, também de forma remota. Ambos os eventos poderão ser conferidos nos canais do Grupo Valentinas - @valentinasgrupo.


“O Valentinas é fruto de pesquisas sobre os saberes artísticos da cultura afro-mineira. Há uns quinze anos, estudo o Tizumba. Se hoje o Valentinas existe, é por causa dele principalmente. Formei o grupo em resposta à necessidade de fomentar a cultura afro-mineira em nossa região, também como busca de estimular as mulheres a se inserirem no universo musical percussivo", relembra o músico, produtor cultural e idealizador do Valentinas, Wemerson Rodrigues, mais conhecido como Geléia.


Com a missão repassada há seis anos, Jailton Laurindo hoje é o Capitão da Guarda de Congado Irmandade de Nossa Senhora do Rosário de Jaguaraçu.


Para ele, poder ter essa troca com Tizumba e todo o grupo é de grande valia. “Eu venho aprendendo e me aprofundando cada vez mais na nossa cultura afro-mineira, e poder mergulhar nesse universo com o Tizumba é uma honra”, relata Jailton.


Ficha Técnica


O 5º ETAMVAÇO é coordenado pelo Geléia, e conta com as participações dos percussionistas Ari Andrade, Nívea Paula, Chrika de Oliveira, Geniane Vieira, Júlia Rolim, Lucas Natureza, também com os músicos Douglas Netto (violões e guitarras), Guilherme Lopes (contrabaixo) e Welington Cristo (teclados, violão e saxofone). A produção é de Leila Cunha (Fino Trato).

O ETAMVAÇO é realizado com o apoio da Fundação Renova, por meio do Edital Doce.


Serviço

Mais informações pelo telefone 31 9 8829-9591.

  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram