top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

O Brasil não pode esperar mais, o momento da reindustrialização chegou



O país não pode mais esperar. Com a reindustrialização é imprescindível a reforma tributária que permita investimentos, inovação e geração de trabalho e renda, com consequente movimentação da prosperidade


Por Sérgio Leite (Presidente do Conselho de Administração da Usiminas)


Um tema que há muito tempo o setor produtivo vem defendendo, voltou, enfim, à pauta dos grandes debates públicos: a reindustrialização do país.


A Indústria de Transformação nacional, como é sabido, vem perdendo espaço ao longo das últimas décadas na formação do nosso PIB, com consequências impactantes para o desenvolvimento da nossa nação.


O assunto vem mobilizando entidades de diferentes setores da economia, que indicam áreas estratégicas para o futuro da indústria nacional.


E é um conforto saber que elas refletem um caminho que é adotado na indústria do aço já há algum tempo.



Iniciativas em áreas como Inovação, Energias Renováveis e Economia Circular, entre outras, estão de forma permanente na pauta do nosso setor.


As empresas siderúrgicas vêm investindo e ampliando sua atuação na diversificação da matriz energética das plantas industriais, fortalecendo os programas internos de inovação, com resultados promissores, e adotando políticas cada vez mais firmes de diversidade e inclusão.


Nesse mesmo sentido, há uma sinalização de mudança no cenário econômico do país com a igualmente aguardada Reforma Tributária, uma iniciativa fundamental para a reindustrialização do país, que a julgar pelos posicionamentos recentes das nossas autoridades, pode finalmente avançar.


A indústria do aço, como tantas outras indústrias brasileiras, vem investindo firmemente nessa trajetória, que acredito, é um caminho sem volta para garantir não só a nossa perenidade mas o pleno desenvolvimento social e econômico do país.


Os desafios são muitos, mas seguimos confiantes na nossa capacidade de superá-los e continuar gerando valor para toda a sociedade.


FONTE: Blog Conexão Minas – Zé Aparecido

Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page