• Fernand Lodi

O Grande Vizinho na Estação Memória




Rodrigo Zeferino lança fotolivro amanhã (11) na Exposição Tradição e Contemporaneidade, que já tem como atração a mostra das séries Arredores do Aço e Aqui de perto você me vê melhor assinadas pelo por artista visual.


Rodrigo Zeferino, lança, amanhã (11), às 15h, na Estação Memória, o fotolivro O Grande Vizinho (Ed. Tempo d’Imagem, 2020), "uma abordagem visual sobre a paisagem peculiar da cidade de Ipatinga, centro econômico-industrial do Vale do Aço mineiro", segundo define o premiado artista da fotografia.


Rodrigo explica que as fotografias são uma interpretação sobre a relação dos habitantes de Ipatinga com a Usiminas, que ele chama de "a grande máquina".


"Fundada em 1964, Ipatinga surgiu para abrigar uma gigantesca usina siderúrgica, a Usiminas. A planta situa-se no centro geográfico da cidade e a proximidade entre o ambiente urbano e a indústria impressionam. No skyline ipatinguense, prédios e casas mimetizam com chaminés, torres e altos-fornos, evocando cenários de ficção científica que inspiram o meu trabalho".


O ensaio completo, construído entre os anos de 2016 e 2018, mistura a linguagem de fotografia documental com uma perspectiva artística, e tem um total de 80 imagens, 33 das quais estão presentes na publicação. O projeto foi executado em duas fases distintas.


Na primeira, as imagens foram feitas no entorno da usina, sempre durante a noite, tendo a cidade em primeiro plano e as estruturas da siderúrgica ao fundo.


A segunda fase traz uma interpretação das áreas internas da planta.


O trabalho que já havia sido recebido o Prêmio FCW de Arte, oferecido pela Fundação Conrado Wessel, de São Paulo – um dos mais importantes da fotografia brasileira – foi novamente laureado em 2019, dessa vez com o Prêmio Foto em Pauta, oferecido pelo Festival de Fotografia de Tiradentes em parceria com a Ipsis Gráfica e a editora Tempo d’Imagem.


A premiação viabiliza a publicação de ensaios fotográficos em fotolivro. Com os recursos do prêmio, o livro foi publicado em 2020 e seu lançamento seria realizado na 10ª edição do festival.


Contudo, devido à implementação de protocolos de segurança para contar a pandemia de Covid-19, os lançamentos da publicação aconteceram em formato virtual.


"Agora, chega este momento oportuno do lançamento presencial, que acontece simultaneamente à exposição de meus ensaios selecionados via edital para a Exposição Tradição e Contemporaneidade", comemora Rodrigo Zeferino.


SERVIÇO


Arredores do Aço e Aqui de perto você me vê melhor ficam em cartaz na Exposição Tradição e Contemporaneidade até o dia 20, na Estação Memória Zeza Souto, de 8 às 18 horas. É obrigatório o uso de máscara na área da mostra. Entrada franca.