• Fernand Lodi

Plano Diretor da região será discutido em Coronel Fabriciano no dia 24 de outubro



Além de não haver desenvolvimento integrado, também não há como denominar a Região Vale do Aço como Região Metropolitana do Vale do Aço, com tantas questões estruturais atuais e urgentes que pressupõe-se ainda não estar na pauta das discussões, como por exemplo a ligação de Timóteo e Coronel Fabriciano à Nova BR 381, que até alijou bairros da malha urbana de Timóteo


Uma série de audiências públicas de apresentação e discussão do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA) está em andamento.

O documento já foi debatido nos municípios de Timóteo, Ipatinga e Santana do Paraíso. Em decorrência da queda de energia no dia 14, em Coronel Fabriciano, a audiência pública deste município foi remarcada para o dia 24 (quinta-feira) de outubro.


A sessão será realizada às 18h, na Câmara Municipal de Coronel Fabriciano, sediada na rua Pedro Nolasco, 22, Centro.


O Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado é um instrumento de planejamento regional que estabelece diretrizes estratégicas para atuação integrada dos municípios da RMVA em diferentes temas como mobilidade urbana, meio ambiente, habitação e expansão urbana.


Os cadernos de propostas e macrozoneamento estão em análise pela população metropolitana.


No dia 22 de novembro, o projeto de lei do PDDI será apresentado na 5ª Conferência Metropolitana e, posteriormente, encaminhado para apreciação na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram