top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

Projeto Agregando Arte é lançado em Ipatinga



Iniciativa, que tem como base a economia circular, vai capacitar mulheres para trabalharem com o agregado siderúrgico, gerado na fabricação do aço


Uma nova jornada de aprendizado começou na tarde desta segunda-feira (17/07), no Centro Cultural Usiminas, para as 20 mulheres alunas do Projeto Agregando Arte.


A iniciativa inédita promove um curso de formação que ensina a transformar o agregado siderúrgico, coproduto gerado na fabricação do aço, em tintas, biojóias, peças decorativas e brindes.


O projeto é realizado pela artista plástica Rosane Dias e busca promover a capacitação técnica, posicionamento profissional, geração de trabalho e renda e, consequentemente, estimular a economia criativa da região do Vale do Aço.


A iniciativa conta com patrocínio da Usiminas e apoio do Instituto Usiminas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


O novo olhar sobre o agregado siderúrgico inspira a artesã Cátia Ursula, de Ipatinga, a descobrir como criar com o coproduto do aço.


“Não conhecia o material e já vejo muitas formas de trabalhar com ele, principalmente, para complementar as sandálias que eu produzo. Estou encantada com tudo o que podemos fazer com algo que poderia ser descartado”, enfatiza.


A técnica que será ensinada no curso gratuito por Rosane Dias foi desenvolvida pela artista em uma pesquisa inédita, realizada desde 2016. “A cada descoberta das possibilidades de criação com o agregado siderúrgico fui ficando encantada com a matéria-prima.


É um material abundante no Vale do Aço, que pode gerar infinitas criações. Agora, tenho a alegria de poder compartilhar com o grupo de mulheres participantes do projeto”, comenta Rosane. Economia criativa Penélope Portugal, diretora do Instituto Usiminas, ressalta a importância de dar novo destino ao agregado siderúrgico.


“O projeto representa muito bem a atuação social da Usiminas, conectando arte, sustentabilidade e economia criativa. Mais do que estimular a criação de peças artesanais com o coproduto gerado a partir da indústria do aço, o Agregando Arte amplia as oportunidades de trabalho e renda para mulheres, com uma nova profissão. Elas serão capacitadas e poderão multiplicar o trabalho desenvolvido por Rosane até agora”, frisa.


Durante oito meses, em aulas semanais, as alunas do projeto Agregando Arte terão atividades teóricas e práticas e serão estimuladas a relacionar a matéria-prima com a cultura local para criar produtos artesanais originais e sustentáveis.


Os conteúdos vão desde a identificação com a cultura e identidade territorial, passando pelas técnicas de preparação, pigmentação e utilização do agregado siderúrgico, sensibilização para o design até a parte do empreendedorismo.


Em parceria com o Sebrae Minas, será oferecido também treinamento de controle financeiro e atendimento ao cliente.


Conheça o Agregando Arte


O desenvolvimento do projeto será compartilhado no site www.agregandoarte.com.br e pelo Instagram @agregando_arte.


O projeto Agregando Arte conta com a direção de Produção de Marilda Lyra, produção executiva de Cirlene Almeida, assessoria de imprensa de Silvania Pereira, assistente de produção de Rafaela Martins, design gráfico e webdesign Enyály Poletti, monitoria de Déborah Braga, fotografia de Rodrigo Zeferino e registro videográfico da Equipe 1 Filmes.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page