• Fernand Lodi

Solenidade marca a inauguração do São Miguel



Hospital possui foco em cirurgias de curta internação e atenderá mais de 10 especialidades


Na noite desta sexta-feira (30), profissionais de saúde das mais diversas especialidades participaram do evento de inauguração oficial do Hospital São Miguel.


Localizado no bairro Cariru, o novo hospital funcionará através de consultas, exames complementares e procedimentos cirúrgicos de curta internação, via convênio ou particulares.


O Hospital São Miguel conta com equipe médica composta por 30 profissionais para oferecer atendimento em várias especialidades, incluindo angiologia e cirurgia vascular, ortopedia, anestesiologia, cardiologia, urologia, ginecologia e obstetrícia, radiologia, otorrinolaringologia, oftalmologia, reumatologia e cirurgias plásticas, gerais e de cabeça e pescoço.


Na avaliação do angiologista Luiz Ronaldo Godinho Pereira, diretor e responsável técnico do São Miguel, o empreendimento é relevante não apenas para a economia do Vale do Aço, mas principalmente para fortalecer a rede de saúde do Leste de Minas Gerais.


“Falar do Hospital São Miguel é motivo de muito orgulho, pois é um projeto antigo, sonhado há quase 10 anos e que levou quatro anos para ser construído. Ele foi pensado para oferecer humanização total aos nossos pacientes, está localizado em uma área muito privilegiada, com vista para a Mata do Parque Estadual do Rio Doce e conta com a mais moderna estrutura e tecnologia do mercado. Sem dúvida o evento de hoje representa um marco importante para a prestação em serviços de saúde da nossa região”, pontuou o diretor do São Miguel, que também irá atuar como cirurgião vascular e endovascular do hospital.


Devido a pandemia, o evento de inauguração foi exclusivo à equipe médica, já vacinada contra a Covid-19. Inicialmente, o hospital irá atender apenas por meio de consultas e procedimentos ambulatoriais.


O bloco cirúrgico, que dispõe de três salas de cirurgia, entrará em funcionamento posteriormente. Segundo o diretor do São Miguel, neste momento grande parte dos profissionais estão dedicando-se ao combate à pandemia.


“O momento é de salvar vidas, portanto estamos focados em contribuir para o enfrentamento da pandemia. Neste momento não podemos dividir insumos; a prioridade deve ser para os hospitais gerais da região”, explica Luiz Ronaldo Godinho. Além do bloco cirúrgico, o hospital dispõe de oito consultórios e 13 apartamentos.

  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram