• Fernand Lodi

Sustentabilidade inspira Presépio Coletivo



Realizado pela Usiminas e Instituto Usiminas, com a participação de artistas e comunidade do Vale do Aço, iniciativa vai reutilizar caixas de leite na construção de toda a estrutura


Para celebrar o Natal e conscientizar a comunidade sobre descarte e reaproveitamento de materiais recicláveis, a Usiminas e o Instituto Usiminas promovem a segunda edição do Presépio Coletivo.


Com a curadoria do artista plástico Leo Piló, reconhecido internacionalmente pelo trabalho artístico com o reaproveitamento de materiais, o Presépio será confeccionado integralmente, em tamanho natural, com embalagens cartonadas longa vida, as populares caixas de leite e suco.


Para a ação, a comunidade é convidada a participar desde a coleta do material até a confecção de parte do Presépio. Para sua construção são necessárias cerca de 5 mil caixas.



A doação da matéria-prima pode ser entregue no Centro Cultural Usiminas, de terça a sábado, das 10h às 21h. No dia 30 de novembro, a comunidade poderá colocar a mão na massa, no “Arte em Família” da Ação Educativa do Instituto Usiminas, que vai promover um encontro para produção dos adereços que vão complementar o cenário do Presépio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (31) 3822-2215.


O processo de produção começou na última semana, com a abertura do ateliê colaborativo, no Centro Cultural Usiminas, quando também foram realizadas as primeiras oficinas ministradas por Piló aos artistas da região participantes, que juntos desenvolveram os protótipos das roupas, adereços e a cenografia.


Assim como no ano passado, a ação prevê a participação de artistas locais que estão envolvidos na confecção das peças-chave do Presépio.



O Presépio Coletivo será inaugurado no dia 17 de dezembro, às 19h, no Centro Cultural Usiminas, em evento gratuito com a cantata de Natal da Orquestra de Câmara do Vale do Aço e Coral da Fundação São Francisco Xavier. Em 2018, cerca de 11 mil pessoas visitaram a primeira edição do Presépio Coletivo que foi feito em papel, com participação de artistas e comunidade.


Sustentabilidade


Para o coordenador de projetos do Instituto Usiminas, Pedro Melo, a ação é uma importante forma de celebrar o Natal envolvendo a comunidade, unindo arte e sustentabilidade.


“Para a Usiminas e o Instituto Usiminas promover mais essa edição do Presépio Coletivo é motivo de muita alegria. Convidamos a todos a se envolverem fazendo as doações das caixas e participando da confecção de adereços”, comenta Pedro Melo.


O artista plástico Leo Piló ressalta a importância de trabalhar as caixinhas como matéria-prima do presépio neste ano.


Segundo o artista, as caixas de leite longa vida não se enquadram em nenhum grupo da coleta seletiva, por serem compostas por três materiais distintos: plástico polietileno, alumínio e papel-cartão. “Com o Presépio Colaborativo podemos desenvolver a consciência ecológica e descobrir novas maneiras de lidar com os resíduos, numa época de celebração e união entre família e comunidade”, ressalta Leo Piló.


Tradição


A tradição do Presépio surgiu com São Francisco de Assis, na cidade italiana de Greccio, no ano de 1223.


No lugar da tradicional celebração do Natal na igreja, São Francisco, tentando relembrar a simplicidade e as dificuldades enfrentadas na ocasião do nascimento do Menino Jesus, teve a ideia de pegar argila e montar bonequinhos de barro.


Fez Maria e José, depois um bebê, um burrinho, alguns pastores, um boi, três reis e uma estrela. Arrumou tudo em volta do bebê. A iniciativa agradou os moradores da região e rapidamente a ideia espalhou-se por outras partes da Europa e mais tarde pelo mundo, inclusive para o Brasil.


O Instituto Usiminas


Criado em 1993, o Instituto Usiminas investe em desenvolvimento e inclusão social, em uma política implantada desde o início das operações da Usiminas, em 1962.


O Instituto desenvolve e estimula iniciativas culturais e esportivas nas regiões onde a Usiminas está presente e, ao longo dos anos, se consolidou como uma ferramenta efetiva de transformação social, promovendo ações de impactos positivos para comunidades e colaboradores da empresa.


A instituição conduz a gestão dos investimentos sociais privados da Usiminas, por meio de mecanismos de benefício fiscal e é responsável pela gestão de dois importantes espaços culturais do Vale do Aço: o Centro Cultural Usiminas e o Teatro Zélia Olguin. Mantém ainda uma área de Ação Educativa, que promove a aproximação de famílias, estudantes e professores de todo o Leste Mineiro a diversas linguagens artísticas e educativas que fazem a diferença na vida das comunidades.

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram