• Fernand Lodi

Teatro do Centro Cultural Usiminas recebe Orquestra Sinfônica de Mulheres do Brasil



Com ingressos a partir de R$15,00, Sinfônica de Mulheres In Concert também se apresentou em palcos internacionais e chega a Ipatinga pela primeira vez


Neste sábado (23/10), às 20h, no Teatro do Centro Cultural Usiminas, a Orquestra Sinfônica de Mulheres do Brasil (RJ) reafirma a importância da representatividade feminina no cenário musical, com a apresentação do show de música instrumental Sinfonia de Mulheres – In Concert.


Pela primeira vez em Ipatinga, o show é realizado pelo Instituto Usiminas, com o patrocínio da Sada, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.


Os ingressos estão à venda na bilheteria do Centro Cultural Usiminas e pelo site Eventim, que pode ser acessado pelo link https://bit.ly/OrquestradeMulheres. Ingressos: Plateia R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia) | Balcão R$30 (inteira) R$15 (meia).


A Orquestra Sinfônica de Mulheres do Brasil é composta por musicistas mulheres com sólidas carreiras no meio musical artístico, reforçando o reflexo da arte e da história de protagonismo feminino.

Idealizada pela trompetista e produtora Luciene Portella, sob a regência de Priscila Bomfim, 28 integrantes da Orquestra apresentam um repertório com obras de Mozart, Bernstein, Piazzolla, Tom Jobim, dentre outras canções de sucesso.


Desde que estreou, em março de 2019, o grupo busca criar possibilidades de comunicação capaz de transformar e revolucionar o conceito de Orquestra e de arte, com um canal exclusivo, construído com propostas sólidas e que possa, antes de tudo, mostrar que a música, como uma linguagem universal, pode ser um potente instrumento que une as pessoas independente de suas diferenças.


Para a diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, a apresentação da Orquestra de Mulheres do Brasil em Ipatinga reforça um dos importantes objetivos do Instituto Usiminas, alinhado ao quinto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU, que versa sobre a igualdade de gênero.


“Ampliar o espaço e participação de mulheres e a igualdade de oportunidades no cenário artístico tem sido um dos nossos principais esforços. Trazer um grupo de musicistas ao palco do Teatro do Centro Cultural Usiminas tanto valoriza o trabalho delas quanto incentiva o empoderamento mais as mulheres e meninas”, destaca Penélope.