top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

Visita do mascote Galo Doido causa emoção em paciente com câncer em hospital de Ipatinga



Fanático pelo Atlético Mineiro, paciente recebeu a visita do Galo Doido em comemoração à fase final do tratamento de câncer.


Mascotes do Cruzeiro e do América também estiveram na Unidade de Oncologia do Hospital, em Ipatinga, e fizeram a alegria de colaboradores e pacientes.


“Mãe, eu nem vou dormir hoje. Eu não quero que o dia acabe. Foi o dia mais feliz da minha vida. Sabe de quem eu sou amigo? Do Galo Doido”.


As palavras são de Rodrigo de Brito Costa, 26 anos, para a mãe Lucimar de Brito, na noite do dia 1º de março.


Ainda impactado pelos momentos que viveu na unidade de oncologia do Hospital Márcio Cunha (HMC), em Ipatinga, onde está na fase final do tratamento de um câncer, ele comemora a visita surpresa do mascote Galo Doido, a quem só conhecia pela televisão.


Rodrigo, que é torcedor fanático do Clube Atlético Mineiro, também recebeu vídeos dos jogadores Nathan Silva, Igor Rabello e Guilherme Arana, que fizeram questão de mandar mensagens de força.


“O Galo Doido me abraçou, me bicou e tocou o sino comigo”, conta feliz o rapaz. O tocar do sino da superação faz parte de um momento de comemoração de pacientes que terminam um tratamento.


Lucimar de Brito se emocionou com o carinho recebido. Ela conta que esse foi o melhor dia de suas vidas e reforça que esse momento sempre fará parte de suas lembranças.


“Meu filho tem déficit cognitivo e age como uma criança. O mundinho dele foi completamente impactado por essa ação tão especial. Em um primeiro momento, ele nem acreditou que fosse real, mas depois caiu nas graças do novo amigo. O personagem foi carinhoso, humano, brincou com ele.


Vocês não têm noção do bem que fizeram a meu filho e à toda família. Queria agradecer o carinho, o amor e a empatia da enfermeira Yatiara Soares e sua equipe, responsáveis por esse dia especial, e do personagem”, destaca.


Além do mascote do Galo, o Raposão e o Coelho, mascotes do Cruzeiro e do América, respectivamente, também fizeram parte da ação e visitaram todos os pacientes da unidade de oncologia do HMC.


Humanização


Ações de humanização são frequentes em hospitais da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), entidade beneficente de assistência social. O objetivo é trazer um pouco mais de alegria e de esperança aos pacientes.


Quando soube da admiração de Rodrigo pelo Atlético, a enfermeira Yatiara fez questão de proporcionar esse momento a ele. Mas também buscou os outros mascotes para que todos fossem contemplados com um dia especial.


“Pequenas ações podem significar muito na vida dos pacientes e é isso que buscamos fazer. Cada um torce para o seu time do coração e estamos aqui na Unidade de Oncologia para fazer a diferença na vida das pessoas”, concluiu.

Comentários


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page