• Fernand Lodi

Cenibra dá início ao Programa de Diversidade e Inclusão



Videoclipe “Abrigo” faz parte das ações do Programa de Diversidade e Inclusão da CENIBRA


Para promover a igualdade entre pessoas, proporcionar tratamento justo e sentimento de acolhimento no ambiente de trabalho, a CENIBRA lançou, nessa terça-feira, 28/9, o Programa de Diversidade e Inclusão.


A Empresa está realizando um censo para conhecer melhor o perfil dos empregados, identificar oportunidades de melhoria e definir as estratégias de promoção da equidade e de um ambiente mais inclusivo.


O lançamento do programa foi realizado durante uma live que contou com a participação da alta administração da Empresa, empregados e uma especialista no tema.

Na abertura, o Diretor-Presidente, Kazuhiko Kamada, destacou as mudanças que o mundo está vivenciando e a necessidade de se adaptar a elas.


“A diversidade e a inclusão são imprescindíveis para a sobrevivência de uma empresa no futuro. A CENIBRA foi constituída por diferentes culturas: a brasileira e a japonesa, que já têm em sua essência a diversidade e a inclusão. Estabelecemos um ambiente de trabalho em que cada empregado pode desempenhar um papel ativo, independentemente de raça, crença, orientação sexual e outras características pessoais. A diversidade e a inclusão fortalecem a missão da CENIBRA, garantindo a sustentabilidade, o respeito e a justiça, com ideias diversas que promovem a inovação e criatividade”, disse o presidente.


Para o Diretor Industrial e Técnico, Júlio César Tôrres Ribeiro, as políticas de diversidade e inclusão exigem mudanças de hábito e maturidade para serem implantadas.


“As transformações culturais aceleraram muito fortemente nos últimos anos, com mudanças disruptivas. Temos que acompanhar essas transformações. O programa traz reflexões que entram em conflito com algumas questões que temos no nosso subconsciente. Precisamos fazer uma reflexão sobre esses pontos e crescer. Não só na empresa, mas em todos os ambientes”, ressaltou.

A live foi apresentada pela consultora Cris Kerr, especializada em Inclusão & Diversidade, professora da Fundação Dom Cabral e CEO da CKZ Diversidade que explicou a diferença entre diversidade, da qual todos fazem parte, e inclusão, um sentimento de pertencimento.


Também afirmou que as mudanças culturais levam tempo para serem aceitas. “Quando falamos de diversidade e inclusão, estamos falando de uma jornada, porque se trata de uma transformação que demora um pouco para acontecer. Estamos plantando a semente da diversidade e inclusão e precisamos que todos ajudem a regar essa semente que vai florescer. É um tema que veio para ficar na sociedade.”


Ao final da live, um clipe musical feito por empregados e empregadas foi exibido. A música, composta por um artista regional e cujo título é “Abrigo”, traz uma mensagem de fé e esperança e ressalta a importância da união entre as pessoas para superar momentos de dificuldades.


Censo


Em parceria com a CKZ Diversidade, a CENIBRA desenvolveu o Censo de Diversidade, Inclusão, Equidade e Pertencimento, que conta com 27 perguntas simples e rápidas de serem respondidas. Os empregados que participarem terão o sigilo resguardado. Os resultados ajudarão a traçar o panorama da Empresa e nortearão as políticas de inclusão.