• Fernand Lodi

Fleshibequi no canal do Youtube do Hibridus Dança



Estreia no dia 20 de dezembro, próxima segunda-feira, a web série Fleshibequi realizada pelo artista da dança, do grupo Hibridus Dança, Luciano Botelho, em parceria com o artista cearense Joubert Arrais.


São quatro pequenos episódios que irão ao ar do dia 20 a 23 de dezembro sempre às 19h.

Fleshibequi, do inglês flashback - Ação ou efeito de lembrar, de reviver uma sensação anterior ou ter uma recordação de algo passado; lembrança.


Projeto que se trata de uma residência entre os artistas cujo objetivo é apontar caminhos para uma produção cênica em dança neste novo molde, novo mundo, nova forma de se enxergar as artes cênicas levando em questão que um novo parâmetro se instaurou a partir da explosão de manifestações como tik tok, danças realizadas e compartilhadas por aplicativos de vídeo, bem como a pandemia.


Uma tentativa de continuidade ou de reconhecimento deste outro corpo neste outro mundo.

Serão quatro vídeos em que os artistas conversam, questionam, divagam sobre suas danças dançadas e as que não dançaram, sobre que danças dançar agora e para quem, enquanto apontam caminhos para esta futura produção, tudo em parceria com o artista, responsável pela fotografia , roteiro e montagem, Léo Coessens.


Fleshbecar, rememorar uma vez que o virtual é o novo presencial, elencando o que é possível relembrar, rememorar?


O que vale a pena ser relembrado rememorado? O corpo fala dançando, trazendo memórias em lives dançadas, memórias de dança numa relação da cultura da dança com a cultura midiática através de músicas ícones do universo pop.


O projeto é viabilizado por meio do inciso III da Lei Aldir Blanc Edital 18/2020 Seleção de Propostas de Pesquisa e Criação para Espetáculos de Dança.


E através do 14/2020 Edital de Bolsa em Dança foi realizada aula com o grupo da 3ª Idade, entre os dias 12 de outubro a 13 de dezembro, as segundas-feira de 14h as 16h no Cras.

Ambos operacionalizados pelo governo de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo/Governo Federal.


Joubert Arrais


Artista-dançarino, professor universitário e crítico de dança. _possui formação artística pelo Centro Em Movimento – Lisboa / Portugal, coordenado por Sofia Neuparth e Margarida Agostinho, pelo qual finalizou a Formação Intensiva Acompanhada – Programa FIA 2009/10, de outubro de 2009 a março de 2010, com outros sete artistas de Portugal, Brasil e Itália, e que mantém, com este centro artístico, investigação continuada através de residências e interlocuções artísticas. _Bolsa Programa Iberescena 2012 com o Projeto Masculina. _Prêmio Interações Estéticas – Funarte 2012 com o projeto A senhora tá tão masculina! Autor do livro Dança com a Crítica.


Luciano Botelho


Artista da dança do grupo Hibridus Dança, no qual desenvolve trabalho de estudos e criação em dança. Seus trabalhos de criação são pautados por questões que permeiam o corpo e o transformam de alguma forma. Pensa o corpo como dispositivo disponível e não pronto, um corpo que está em constante formação. Seu trabalho em dança se inicia no Grucon – Grupo de União e Consciência Negra, pautados pelas questões raciais e o levaram a ampliar este leque participando de residências em Lisboa, no Atelier Re-Al, com João Fiadeiro, no C.E.M – Centro em Movimento, com Peter Michael Dietz, em 2014.


Mesmo ano em que foi contemplado com uma bolsa de estudos para o Tanzfabrik e Theaterhaus Berlim Mitte, em Berlim. Daí o convite para circulação, junto a Cia. Open Scene, de Berlim, dos espetáculos Body Play e For One’s Sake nas cidades de Xangai – China, Daeugu – Coréia do Sul no Daegu International Dance Festival e em Biella – Itália na 29ª Edição do Festival Internazionale dellearti Diferetni Sensazioni.


Atualmente seu estudo vem de encontro a terminologia (im), de impossibilidades sugerem novas possibilidades.


Ficha Técnica:

Realização: Luciano Botelho – Hibridus Dança

Artistas da Dança: Joubert Arrais e Luciano Botelho

Fotografia, roteiro e montagem: Léo Coessens

Produção: Wenderson Godoi

Agradecimentos: Thereza Rocha, Bilica Léo – Porto Iracema das Artes, Cláudia Pires – Instituto Dragão do Mar

Serviço

Web Serie Fleshibequi

Data: 20 a 23 de dezembro

Hora: 19h

Local: https://www.youtube.com/channel/UC5igkUwHiV_dGGmpV7JfZCg

Informações: 31 986624207