• Fernand Lodi

Fundação Aperam Acesita realiza blitz educativa em Timóteo



Ação teve como objetivo conscientizar a população sobre os cuidados no combate à Covid-19


A personagem Ariela esteve no Centro de Timóteo na última terça-feira, para conscientizar a população sobre os cuidados no combate ao coronavírus.


Por meio de uma blitz educativa, a personagem chamou a atenção por onde passava ao sempre citar os três pilares do combate à Covid -19: o uso correto da máscara, distanciamento social e o uso de álcool em gel para a desinfecção das mãos.


De forma lúdica, Ariela, além de levar informações aos transeuntes, distribuiu álcool em gel, como forma de chamar a atenção para a importância da higienização frequente das mãos e objetos.

A ação foi realizada por meio do projeto Aperam Bem Maior. “Realizamos em maio uma blitz com a distribuição de máscaras. Agora, com o aumento de casos na região, vimos a importância de voltar às ruas para enfatizar os cuidados que devem ser mantidos por todos”, destaca o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino.


Para o artesão, Renato Ferreira, a ação é de muita valia, uma vez que a população tem descuidado com a prevenção ao novo vírus.


“A gente ainda vê muitas pessoas omitindo o uso de máscara, além do distanciamento social. Iniciativas como essa fazem com que a população se atente a esses cuidados básicos para evitar a proliferação da doença”, pontua.


A blitz também foi realizada na portaria da Aperam em Timóteo durante a sexta (11) e segunda (14). A ação foi conduzida pela enfermeira Doroty, interpretada por Mari Antonaci, atriz que faz também a personagem Ariela.


O objetivo foi ao encontro do fortalecimento da comunicação com os empregados sobre os cuidados no combate à Covid. “A empresa colabora na conscientização de todos nós que multiplicamos essa informação aos nossos amigos e familiares”, conta Rodrigo Pires, Supervisor da TNU OTIM.


Sobre o Aperam Bem Maior


Criado pela Aperam, juntamente com a Fundação Aperam Acesita, o projeto atua em frentes distintas, contribuindo com a arrecadação de recursos para ajudar no atendimento das necessidades emergenciais da comunidade, ações voluntárias, geração e disponibilização de conteúdo cultural para o público e outras ações internas que motivem a solidariedade. Os esforços são direcionados ao atendimento de instituições de saúde, sociais, e aos empregados da empresa e seus familiares. O objetivo é criar regionalmente uma corrente do bem, buscando formas para amenizar as dificuldades causadas pelo coronavírus (Covid-19), estimulando internamente os empregados, assim como outros membros da comunidade, a contribuir com as iniciativas que buscam promover melhor qualidade de vida para todos.