top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

Circo Mágico e Suíte de Laurencia no palco do Centro Cultural Usiminas



Associação Cultural Zélia Olguin apresenta espetáculos como resultado das aulas ministradas desde abril deste ano


Dois espetáculos de pura magia e encantamento vão apresentar o resultado das aulas do Centro de Referência em Dança do Vale do Aço, neste final de semana, dias 11 e 12/11 (sábado e domingo), no Teatro do Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga.


Nas duas noites de apresentações, o público poderá conferir os espetáculos Circo Mágico e Suíte de Laurencia, que integram as atividades do projeto Manutenção da Associação Cultural Zélia Olguin que é viabilizado pela Usiminas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


O primeiro espetáculo, “Circo Mágico”, reúne no elenco cerca de 100 alunas do projeto, com idade entre 6 e 16 anos.


As bailarinas foram selecionadas pelo Centro de Referência em Dança do Vale do Aço na rede pública de ensino e, desde abril deste ano, recebem aulas gratuitas de ballet clássico na Academia Olguin. As coreografias de “Circo Mágico” foram criadas especialmente para as alunas por Salette Olguin e Larissa Olguin.


No comando do picadeiro vai estar, Luís Yuner, o palhaço Petit Gatão, que promete encantar a plateia com números circenses, numa performance de pura magia.


Segundo a diretora artística da Academia Olguin, Salette Olguin, a cada ano, as montagens do projeto são um desafio.


“Para este ano estamos remontando o Circo, que é um espetáculo alegre e mágico, convidamos o Luis Yuner, que está abrilhantando com sua experiência. Para o trabalho com as alunas avançadas, vamos apresentar um clássico do repertório que nunca foi montado aqui em Ipatinga.


Trata-se de uma história linda, com um cenário maravilhoso e uma adaptação coreográfica magnífica do Guilherme Júnio. Esperamos que a plateia de Ipatinga goste do trabalho preparado com muito carinho”, destaca a diretora.


Montagem inédita em Ipatinga


O segundo espetáculo das apresentações será o ballet clássico de repertório “Suíte de Laurencia” reunindo no elenco as alunas do projeto, da Academia Olguin Cariru e bailarinos convidados de Belo Horizonte. Como protagonistas Maria Eduarda Caetano (Laurencia) e Guilherme Júnio (Frondoso), que também assina a adaptação coreográfica.


Da Cia. de Dança Palácio das Artes a montagem recebe Lair Assis, Christian Pimentel e Pablo Garcia; da Academia Toute Fourme Leonardo Bruno e, também de Belo Horizonte, João Espindula.


O ballet Suíte de Laurencia é inspirado na peça Fuente Ovejuna, de Lope de Veja, com música de Alexander Krein e coreografia de Vakhtang Chabukiani.


Conta a história da jovem Laurencia, que desperta a atenção de um comandante, que a leva para uma floresta e tenta beijá-la.


Mas o jovem Frondoso, que é apaixonado por Laurencia, a salva e a pede em casamento. No vilarejo de Fonte Ovejuna, humildes camponeses festejam o triunfo do povo espanhol na Guerra. Laurencia e seu prometido Frondoso se desafiam por meio de danças típicas para o entretenimento de seu povo e o vilarejo festeja o amor do casal.


O projeto Manutenção da Associação Cultural Zélia Olguin conta com direção artística de Salette Olguin, que também compõe o corpo de professoras de ballet clássico junto com Larissa Olguin.


A direção de produção é de Marilda Lyra, com assessoria de imprensa de Silvania Pereira. Informações pelos telefones (31) 98605 8026 ou (31) 99966 4166.

Comentarios


  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page