• Fernand Lodi

Lideranças da Agenda de Convergência promovem reunião virtual



Panorama da Covid-19 e fechamento do aeroporto estiveram em pauta


O atual cenário de pandemia tem impossibilitado várias entidades de atuarem efetivamente.


Visando dar sequência às ações dos eixos estruturantes da Agenda de Convergência do Vale do Aço – ACVA e unir forças para superar o momento, lideranças reuniram-se em uma web conferência nessa segunda-feira, 08/06, para debater temas que têm afetado a Região Metropolitana do Vale do Aço.


A 32ª reunião abordou temas como o fechamento do aeroporto, o status da duplicação da BR-381 e principalmente, o panorama da Covid-19 na macrorregião do Vale do Aço.


De acordo com o coordenador da agenda e presidente da FIEMG Regional Vale do Aço, Flaviano Gaggiato, o momento exige solidariedade e união de forças.


“Nesses últimos meses o foco foi praticamente entender e sobreviver a pandemia, com isso criamos o comitê de enfrentamento da Covid-19 com reuniões semanais via web conferência”.

A iniciativa coordenada pela FIEMG, por meio do eixo saúde da Agenda de Convergência é composta pela Aperam, Cenibra, Usiminas, Vale, FSFX e Unimed Vale do Aço.


Desse comitê surgiu a necessidade de alinhamento, troca de experiências e boas práticas com a criação do grupo de medicina ocupacional, composto por representantes técnicos das âncoras.

Outra ação da entidade, no combate à pandemia, foi a interface com hospitais e indústrias da região para manutenção e aquisição de respiradores.


“Via comitê Covid-19 lançamos campanhas para reforçar a importância do uso de máscara e cuidados com o uso do álcool em gel. Estamos doando 10 mil máscaras e 5 mil litros de álcool 70% a hospitais e entidades da área de abrangência da Regional”, reforçou Gaggiato.


O presidente ressaltou ainda que após 30 dias de trabalhos intensos, a empresa mineira de tecnologia Tacom conseguiu desenvolver um respirador com custo inferior ao cobrado no exterior.


Gaggiato explicou que o equipamento só foi criado devido a um projeto com investimentos de um fundo criado pela FIEMG para ações de combate à pandemia. Os respiradores passaram pela fase de testes e aguarda liberação da Anvisa para comercialização.


Outra pauta discutida e que preocupa as lideranças é o fechamento do aeroporto.


De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), o motivo para fechamento do aeroporto precocemente ao período das obras de manutenção que se darão provavelmente, após agosto, é a necessidade de redução de custos para o Estado, uma vez que o mesmo passou por redução orçamentária provocado pela pandemia do novo coronavírus.


“O que nos preocupa é que a prorrogação no prazo de fechamento, acarretará prejuízos imensuráveis para saúde regional, seja no atendimento aéreo de urgência à própria Covid-19, bem como UTI móvel, transporte de órgãos e equipes para transplante; uma vez que temos na região um dos hospitais referência, isso não considerando o impacto nas atividades industriais e comercias, econômicas e financeiras”, explicou.


Um levantamento de custos e uma proposta para geração de receita, no intuito de impedir o fechamento do aeroporto foi encaminhado na última semana ao secretário de infraestrutura e mobilidade de Minas Gerais, Marco Aurélio Barcelos, para avaliação.


Conquistas


Para Luciano Araújo coordenador do eixo infraestrutura, boas notícias surgiram em meio ao cenário caótico de pandemia.


“Tivemos no mês passado a liberação de mais seis quilômetros de pista duplicada da BR-381, próximo ao município de Caeté. Já são 22 quilômetros de pista duplicada entregue pelo DNIT.” Vale lembrar que em 2019 foram liberados 15 quilômetros.


Outra conquista, foi a liberação de R$128 milhões para a retomada e conclusão das obras da MG-760 disponibilizados pela Fundação Renova e mais R$12 milhões para as obras da estrada Parque Bispo Dom Helvécio, que liga Marliéria ao Parque Estadual do Rio Doce. A retomada dessa obra só depende da liberação da ordem de serviço do governo.


Já o eixo de segurança conseguiu a destinação de R$153 mil à Polícia Civil de Ipatinga para aquisição de novos equipamentos e para o fortalecimento do trabalho de inteligência. Recursos destinados pelo mandato do deputado Celinho.


Panorama Covid-19


Na oportunidade, o superintendente regional de saúde e membro do eixo saúde, Ernany Duque, apresentou o panorama da Covid-19 na macrorregião. O cenário apresentado conta com 966 casos confirmados e 22 óbitos.


“Precisamos de ações mais enérgicas para conter o isolamento, pois o número de infectados está próximo de 1mil com tendência a continuar crescendo exponencialmente”, alertou.


Segundo o superintendente, se medidas não forem tomadas, dentro de duas semanas será inevitável a implantação do lockdown no município de Ipatinga.


“Estamos em uma crescente e precisamos tomar uma atitude para que tenhamos uma assistência adequada. O aumento no número de internações também é preocupante. Hoje com mais 147 respiradores conseguiríamos passar por essa pandemia com um pouco mais de tranquilidade”, concluiu.

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram