• Fernand Lodi

Memórias e Cores abre programa de atividades com oficina sobre Congado



Historiadora e folclorista ouropretanda, Deolina dos Santos ministra curso para congadeiros e marujos de grupos contemplados com o projeto


A historiadora e folclorista ouropretana, Deolinda Alice dos Santos ministra, nos próximos dias 10 de maio, em Peçanha, e 11 de maio, em Guanhães, uma da Oficina de Preservação e Resgate do Patrimônio Imaterial - Irmãos do Rosário. A atividade integra a programação do Memórias e Cores, projeto de resgate e fortalecimento das tradições do Congado e Marujadas patrocinado pela CENIBRA, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.


No último dia 13, Deolinda esteve em Coronel Fabriciano, onde ministrou o curso para congadeiros e marujos do Cocais. A oficina reuniu 50 pessoas.


Dentre as atividades realizadas durante a aula, esteve exposição sobre a história das tradições mineiras, com destaque para o congado e marujadas; e a confecção de um embornal estampado com a imagem de São José e do menino Jesus.



Segundo avaliação de Deolinda, a oficina cumpriu muito bem o seu propósito, motivar os alunos a valorizar a memória de sua comunidade.


“Fiquei muito feliz com os resultados dessa nossa roda de conversa. Percebi a dedicação de pessoas de várias idades ao projeto que é muitoimportante para a valorização das nossas tradições. Todos participaram das atividades propostas e com muito gosto pelo trabalho, pessoas da terceira idade, jovens, crianças e adolescentes. O grupo inteiro integrado ao Memórias e Cores”.



Maria Perpétua Pereira, da coordenação da comunidade São José de Cocais, destaca que fica feliz em poder dar continuidade à banda de marujos, que representa o sonho, a história, a realidade e a cultura de Cocais que não pode acabar. “A banda de marujos nos une, faz de nós uma família, fortalece a nossa amizade”, sublinha.


INDUMENTÁRIAS


O Memórias e Cores cumpre mais uma etapa do seu cronograma no próximo dia 27, com a realização da Oficina de Arte e Criação de Indumentárias com a artista plástica Rosane Dias. No dia 18 de maio, a oficina será realizada em Guanhães para congadeiros e marujos daquele município e de Peçanha, ambas as cidades estão sendo contempladas com o projeto.


SOBRE DEOLINDA


Deolinda dos Santos é graduada em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (1976), em Pedagogia pela Universidade do Estado de Minas Gerais (1981) e Estudos Sociais pela Universidade Federal de Ouro Preto (1975). Tem experiência em consultoria de Cultura Mineira no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – MG (Senac) e no Sebrae – MG. Já atuou na área de Turismo, com ênfase em História e Cultura Brasileira, trabalhando principalmente a Cultura Mineira e Folclore aplicado ao Turismo. Membro da Comissão Ouropretana de Folclore, da Comissão Mineira de Folclore e do Instituto Brasileiro de Cultura Popular-Olímpia/SP, Capital Nacional do Folclore.



PRODUÇÃO


O projeto Memória e Cores traz em sua equipe de produção Éderson Caldas, coordenador geral e administrativo financeiro; Shirley Maclane, coordenadora de produção; Simonal Wilde, assistente de produção; Júlio Madeira, coordenador cultural; Helena Nunes, coordenadora de oficinas; Harumi Urabe, secretária; Marina Baião, assessora jurídica; Adilson Mariano, contador; Michel Petzold, elaboração de prestação de contas; Dani Dornelas, fotógrafa; Matícia Souza Alves, pesquisadora da cartilha, e Goretti Nunes, assessora de comunicação.

Fotos: Dani Dornelas

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram