top of page
  • Foto do escritorFernand Lodi

EXPO Inox ....????????? ....




A abertura da 5ª Expo Inox foi sucesso de público, frequentando stands de empresas. Lojistas, empreendedores, várias instituições, entre outros serviços.


Contudo, a Expo Inox em sua quinta edição ainda não conseguiu jogar luz sobre sobre a matéria prima que leva o nome da exposição, ou seja, mais do mesmo desde a primeira edição.


Pouquíssimas empresas que transformam o aço inox participaram, ainda que na cidade de Timóteo está a maior planta de produção de aço inoxidável da América Latina, Aperam South America.


Como em todos os anos a curadoria não atendeu aos frequentadores no que tange acessibilidade e com um layout que não favoreceu nem os transeuntes e tampouco aos poucos transformadores do aço inoxidável.


Ainda que com parceria com a PMT, a Secretaria de Obras não demonstrou empatia com os cidadãos, frequentadores, com pouco ou nenhum investimento na Praça Primeiro de Maio e arredores, onde aconteceu o evento.


A Expo Inox possibilita o fomenta do comércio da cidade, indubitavelmente como qualquer outra exposição e/ou feira na Região do Vale do Aço.


Mas ao se apropriar do nome INOX os desdobramentos deveriam estar focados na matéria prima, proporcionando rodadas de negócios entre os transformadores do aço inox, palestras, encontros comerciais e empresariais, etc. Mas, infelizmente se observa que o negócios e o foco estão assimétricos.


Ou que os idealizadores e organizadores alterem o nome da exposição ou com a “experiência de cinco anos” possam facilitar a inclusão de empreendedores em inox na região e entorno, e, também adotar alguma estratégia com clientes da Aperam South America no sentido de dar visibilidade ao produto e fazer valer o nome da Expo Inox, porque até então não o fizeram.

  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
bottom of page