• Fernand Lodi

Oficinas Culturais – Mostra Cenas Curtas divulga selecionados


O projeto Oficinas Culturais – Mostra Cenas Curtas iniciou, na última semana, o processo de montagem dos trabalhos que irão compor a programação da Mostra.


Cerca de 45 artistas atuantes na região do Vale do Aço se inscreveram para participar do projeto. Destes foram selecionados 06 diretores/diretoras e 06 atores/atrizes que a partir de agora integram o grupo de trabalho para montagem das cenas.


Participaram do processo de seleção artistas independentes e integrantes de grupos atuantes na região como o Coletivo Aberto, Perna de Palco, DaMa Espaço Cultural, Casa Laboratório, dentre outros.


Para o time de diretores foram selecionados Bárbara Pavione, Daniela Alves, Léo Coessens, Luzia di Resende, Marrione Warley e Pedro Barroso. O elenco das cenas curtas será composto por Camile Gracian, Diego Martins, Éderson Caldas, João Carlos Cardoso, Liala Coelho e Mari Antonacci.


Divididos em duplas o grupo participou do primeiro encontro com o orientador do processo de montagem, o ator, dramaturgo e diretor Marcio Abreu e, a partir de agora partem para o trabalho de elaboração e criação dos projetos de concepção das cenas.


“O interessante neste processo é o intercâmbio e a troca de experiências entre os participantes”, avalia Claudinei de Souza, realizador do projeto. “Muitos nunca estiveram juntos no palco e agora terão a oportunidade de realizar um trabalho, orientado por um grande nome das artes cênicas, referência nacional e internacional, que é o Marcio Abreu”, destaca Claudinei.


O projeto Oficinas Culturais – Mostra de Cenas Curtas foi selecionado pelo Edital 16/2020 – Seleção de Propostas de Mostras e Festivais Artísticos e Culturais no âmbito do Governo do Estado de Minas Gerais, nos termos da Lei Federal 14.017/2020, mais conhecida como Lei Aldir Blanc.


Os selecionados serão remunerados pelo projeto com o cachê de 1.500,00. De acordo com Claudinei de Souza o objetivo da proposta foi de fomentar a produção cultural e artística dos profissionais das artes cênicas atuantes no Vale do Aço.


“A classe artística passa por um momento difícil e delicado com a pandemia. Iniciativas como esta e outras que estão sendo realizadas por meio dos projetos da Lei Aldir Blanc, possibilitam algum ganho para os artistas locais, além de movimentar a cena cultural”, destaca o diretor.


Todo o processo de montagem será feito por meio de encontros virtuais e cada dupla vai criar e montar uma cena curta com duração de no mínimo 10 minutos e no máximo 20 minutos.


Os selecionados já estão a todo vapor para composição dos trabalhos. As cenas serão gravadas e vão compor a programação da mostra, que será exibida a partir de junho no canal do projeto no YouTube.


Contato: Claudinei de Souza 98883 3142



  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram