• Fernand Lodi

Usiminas inicia nova pesquisa com a comunidade




A Central de Monitoramento Ambiental (Foto Elvira Nascimento)


A Usiminas começa nesta quinta-feira, 21/1, a terceira rodada da pesquisa de percepção dos moradores de Ipatinga em relação à qualidade de vida e temas ambientais, em especial, o material particulado.


O estudo é parte do compromisso formal assumido pela companhia junto à comunidade e ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) em 2019.


A empresa responsável pelo trabalho é a CP2 Pesquisas e o levantamento será feito por telefone, em razão das medidas de proteção contra a Covid-19.


Serão ouvidos moradores de 12 bairros localizados próximo à Usina de Ipatinga.


Ação continuada


No último mês de dezembro, a Usiminas e o MPMG definiram as metas de redução da deposição do material particulado originário da Usiminas.


O índice ficou entre 25% e 35%, dependendo do bairro. A companhia se comprometeu, ainda, a ampliar a rede de monitoramento para mais três bairros – Bela Vista, Horto e Iguaçu – totalizado nove pontos de medição.


Antes mesmo da definição das metas, a Usiminas já vinha investindo em uma série de ações para reduzir a emissão e dispersão de partículas sedimentáveis em sua operação, como, por exemplo, o uso de canhões de névoa, a revitalização do cinturão verde a aplicação de polímeros sobre as pilhas de matérias primas.


A companhia também inaugurou uma rede interna de monitoramento com tecnologia de ponta e uma central de monitoramento, que acompanha em tempo real toda a operação da Usina.