• Fernand Lodi

Cia. Deborah Colker apresenta “Cura” pela primeira vez em Ipatinga



Teatro do Centro Cultural Usiminas será palco do novo espetáculo da renomada Cia. de dança, que tem trilha original de Carlinhos Brown


Pela primeira vez em Ipatinga, a renomada Cia. de Dança Deborah Colker sobe ao palco do Teatro do Centro Cultural Usiminas, nos dias 3 e 4 de maio (terça e quarta), às 20h30, com seu novo espetáculo de dança contemporânea “Cura”.


O espetáculo trata de ciência, fé, da luta para superar e aceitar limites, do enfrentamento à discriminação e ao preconceito. A trilha original é de Carlinhos Brown, direção de arte de Gringo Cardia e a dramaturgia é assinada pelo rabino Nilton Bonder.


O espetáculo conta com o apoio do Instituto Usiminas e é realizado pelo Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.


Deborah Colker dedicou seu tempo, nos últimos anos, a buscar uma cura. No caso, uma solução para a doença genética que seu neto possui, a epidermólise bolhosa.


Dessa angústia pessoal nasceu o novo trabalho da Cia. Deborah Colker, um espetáculo que vai muito além do aspecto autobiográfico.


A coreógrafa incorporou ao espetáculo referências das três religiões monoteístas e elementos de culturas africanas, indígenas e orientais. Logo no início, conta-se a história de Obaluaê, orixá das doenças e das curas.


“A ponte entre fé e ciência me ajudou muito. Fui experimentar o invisível, a sabedoria do invisível”, diz.


Carlinhos Brown foi convidado, inicialmente, para compor apenas o tema de Obaluê, mas acabou criando toda a trilha.


“A música veio na minha cabeça logo depois da primeira conversa com Deborah. Eu pensei: isso é um chamado, não é uma trilha normal. É um trabalho muito mais profundo do que ‘Carlinhos está fazendo uma trilha’, diz o músico, que canta em português, ioruba e até em aramaico”.


Os 14 bailarinos também cantam, em hebraico e em línguas africanas, algo que acontece pela primeira vez nos 29 anos de história da companhia.


INGRESSOS


Os ingressos estão à venda na bilheteria do Centro Cultural Usiminas e site Eventim. Acesse pelo link: https://bit.ly/ingressosIU. Plateia: Fileiras A-N R$ 100 (inteira) R$ 50 (meia).


Fileiras O-P: R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia). Balcão: R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia). Meia-entrada para estudantes, professores, menores de 18 anos, maiores de 60, colaboradores Usiminas, Unigal, Mineração Usiminas, Soluções Usiminas e Fundação São Francisco Xavier.






  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram