• Fernand Lodi

Congaderia em cena



Canal de vídeo reúne histórias de congadeiros do Ipaneminha


Congaderia é o nome do canal do youtube lançado na noite de ontem (29) e que reúne histórias de sete congadeiros do Ipaneminha contadas em vídeos por eles mesmos, buscando difundir a tradição valorizando seus personagens.


A iniciativa, patrocinada pela Lei Aldir Blanc, via Edital José Lopes Sobrinho – em Ipatinga, consistiu ainda na produção de novos figurinos e adereços para os congadeiros participantes do projeto.


Congado Cultura & Fé, o primeiro curta da série, traz relatos de Maria Francisca, que nasceu na comunidade do Ipaneminha de onde nunca saiu.


Para ela, a vida se resume na fé em Nossa Senhora do Rosário, expressa pela arte do Congado do Ipaneminha. Sua família também esses elementos que dão sentido ao seu mundo.


Memórias de Um Congadeiro, outro vídeo, deu voz ao Zé Marciano, que herdou de seu pai e de seu avô o amor pelo movimento folclórico que exalta Nossa Senhora do Rosário cultuado há três décadas.


Mulheres na Tradição privilegia a mulher sempre presente nos festejos, porém ocupando espaços diferenciados dos homens.


No vídeo, dona Creuza, que também completou 30 anos de participação no grupo, fala sobre funções que passaram a ser atribuídas às mulheres, como dançar, tocar e chefiar grupos. “Antigamente, a gente só podia preparar refeições e ornamentar festas”, recorda.


Tradição Cantada traz o senhor Anatólio, que já contabiliza mais de 40 anos de congado, símbolo da persistência de sua fé.


O congadeiro fala sobre suas lembranças da juventude, quando dedilhou as primeiras músicas que compõem o repertório do grupo fazendo jogo com versos dedicados à Nossa Senhora do Rosário.


Batuques e Ritmos é protagonizado por Querino do Matozinho, participante do Congado do Ipaneminha, há 25 anos. Multi-instrumentista, o congadeiro toca pandeiro, sanfona, violão, xique-xique, reco-reco e órgão. Batuques, segundo ele, é o ritmo que mais o encanta, principalmente os de temática religiosa.


As composições de destaque do seu repertório são entoadas em português e, algumas, no idioma banto. “São músicas de tradição oral, que aqui no Brasil ganharam ritmos e melodias diversas, foram modificadas e recriadas na mistura das influências culturais negras e índias”, ensina Querino.


Identidade e Memória foca na história de José de Lourdes. Conhecido como José Canhoto, ele começou tocar sanfona aos 12 anos as músicas que aprendeu com o tio avô do Aristeu, José Manuel e até hoje, aos 69 anos, mantém sua dedicação à interpretação das composições.


Ritual Festivo – Saudando Nossa Senhora apresenta Aristeu, coordenador e mestre do grupo desde os 18 anos de idade. “Minha história tem uma trajetória que passa por minha mãe, ela foi rainha do congado, e do meu tio-avô, que de certa maneira deixou um legado e a responsabilidade de levar esta tradição a outras gerações”, conta.


Ao se referir a esse propósito como missão, Aristeu fala ainda sobre as relíquias do grupo, como a caixa de zabumba, construída há 90 anos por seu tio avô e preservada até hoje.


HISTÓRIA


A investigação sobre a tradição do congado está associada à história da população afrodescendentes que, de modo geral, foi negligenciada como sujeito histórico.


A manifestação Congaderia tem sido tema de estudos e teses, mas a grande fonte dessas pesquisas é a história oral, como os relatos exibidos nos vídeos do projeto que torna mais conhecida e ajuda a comunidade a entender o folclore e a identidade dos grupos que se foram de modos tão diversos segundo sua região de origem.


RELIGIOSIDADE


Os Rituais dos festejos de Nossa Senhora do Rosário, festa tradicional que é realizada pelo Congado faz parte da maior expressão de religiosidade da cultura afro-brasileira no Estado de Minas Gerais.


A tradição consiste num ciclo anual de homenagem à Nossa Senhora do Rosário e envolve a realização de novenas, levantamento de mastros, procissões, cortejos, coroações de reis e rainhas, cumprimento de promessas, com muitos cantos, danças, refeições coletivas e entregas de coroas.


Congaderia foi um canal realizado num sistema colaborativo entre artistas e produtores do Vale do Aço ligadas às artes e à cultura.


SERVIÇO


Link para os vídeos: https://www.youtube.com/channel/UC7Us1nacX6OofUjki-WqgTw


FICHA TÉCNICA


Dani Dornelas-Registro e Edição de Imagens

Daniela Dornelas e Gabriel Stofel - Edição de Imagens

Enyály Poletti- Criação e Vinhetas Gráficas

Helena Nunes - Decoração dos Adereços

Maria Aparecida Santos- Confecção dos Adereços

Ateliê Yasmin Oliveira- Confecção dos Figurinos

ESSENCIAL AR

"Arte é a Prática da Verdade, do Bem e do Belo, ou seja, Ética, Filosofia e Estética em todos os Âmbitos da Vida"    Massararu Taniguchi/Filósofo Japonês

Telefone Contato

31 988543133

email de contato
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram